Sindicatos ganham força ao negociarem cortes de salário

Coronavírus

Sindicatos ganham força ao negociarem cortes de salário na pandemia

Entidade vinham perdendo espaço desde a reforma trabalhista; com crise do coronavírus, assinaram 840 acordos coletivos em abril

Ivan Martínez-Vargas

São Paulo

Enfraquecidos desde a reforma trabalhista, sindicatos têm sido procurados por trabalhadores, empresas e entidades patronais para negociar acordos coletivos de reduções de jornada e salários, suspensão de contratos e garantia de empregabilidade previstos pela MP 936.

Foram assinados 170 convenções e 670 acordos coletivos até esta quinta-feira (30) para aplicar a medida provisória que visa dar fôlego às empresas e evitar demissões em meio à pandemia da Covid-19.

“(…) ‘Os sindicatos têm buscado acordos criativos para preservar empregos na crise, com dispositivos como licenças remuneradas, uso de banco de horas, garantias de estabilidade’, diz o advogado Antonio Carlos Aguiar, do escritório Peixoto & Cury.(…)”

Leia mais

https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/05/negociacao-para-corte-de-salarios-aumenta-relevancia-de-sindicatos.shtml


Posts relecionados

Com MP prestes a caducar, estudantes têm até domingo para fazer carteirinha

"Tudo o que for feito durante a vigência de uma MP, que tem...

Seminário de Direito Tributário da Fecomércio MG

O tributarista André Mendes Moreira, sócio do Sacha Calmon - Misabel Derzi, é um dos...

Fale conosco

Endereço
Rua Wisard, 23 – Vila Madalena
São Paulo/SP
Contatos

(11) 3093 2021
(11) 974 013 478