Logo Valor

Ministros do STF iniciam o ano com pauta tributária bilionária

Ministros do STF iniciam o ano com pauta tributária bilionária

Em apenas três casos, eventual derrota da União poderá custar R$ 26,5 bilhões

Por Joice Bacelo, Valor — Rio

O Supremo Tribunal Federal (STF) retorna do recesso, na semana que vem, com a promessa de julgar, neste semestre, pelo menos dez processos tributários importantes para o mercado. Três deles, que tratam de disputas travadas entre os contribuintes e a União, podem custar aos cofres públicos R$ 26,5 bilhões — no pior cenário para o governo, se perder a ação e tiver que devolver o que recebeu nos últimos cinco anos.

Uma das brigas mais valiosas envolve a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide). O impacto, segundo consta na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), pode chegar a R$ 17,7 bilhões. Nos outros dois casos bilionários se discute a cobrança de PIS e Cofins sobre a receita gerada com a locação de imóveis e a contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), que incide sobre a receita bruta do produtor rural.

(…)

“Podemos dizer que as discussões tributárias estão voltando para o Plenário. Era algo que advocacia estava pedindo muito. Não queríamos que ficasse somente no virtual”, diz Tiago Conde, sócio do escritório Sacha Calmon.(…)

Leia aqui a íntegra 


Posts relecionados

Logo Estadão
O Direito do Consumidor em Portugal

O sucesso destes centros é estrondoso e faz perceber o amadurecimento do sistema...

Auto de lançamento tributário não legitima abertura de ação penal

Para o Estadão, Daniel Gerber analisa possibilidade de se considerar lançamento tributário como...

Fale conosco

Endereço
Rua Wisard, 23 – Vila Madalena
São Paulo/SP
Contatos

(11) 3093 2021
(11) 974 013 478